28.6.10

Um alarme me desperta da prostração



Mesmo sob o peso de um fantasma terrível, a vida nos empurra para a continuação da própria vida. Viver é mais que existir, embora existir muitas vezes seja apenas resistir (bravamente) aos acontecimentos. E nesse jogo cuja a meta é prevalecer, certas surpresas selam o destino do dia. Quer ver?

Era noite. A cama já feita (ou desfeita). As atividades do dia já findas. A energia baixando para o encontro com o tal do sono reparador. Eu, de pijama, já estava confortavelmente encaixada entre tantos travesseiros e o meu edredon fofinho. O quarto já estava quase completamente escuro, não fosse pela luz do abajur à cabeceira, quebrando a penumbra. As linhas do livro já tinham sido alcançadas e largadas sem grande entusiasmo. Dormir era preciso, mas a vontade era outra. Pensamento viaja e não vai à um bom lugar. Dias difíceis. E quando a necessidade já estava vencendo a vontade, eis que ouço um barulhinho. Um alarme me desperta da prostração. Era o celular apitando ao lado da pequena luz. Não era chamada, mas sim um chamado. Estico a mão para pegar o aparelho. Eis a mensagem contida - uma forma de oração - que me ensina que na simplicidade encontramos os maiores tesouros de uma vida:

"Senhor, a Bibi é muito especial. Obrigado por me presentear com a amizade dela. Diga que a amo e que mandei um beijão" WBMB

Quem não quer dormir assim? Fiquei aconchegada em tanto amor. Uma surpresa bela e singela. Um ato voluntário de consequencia involuntariamente gigantesca. O amor partilhado quer ser descomplicado em sua pureza de existir, a gente é que inventa um monte de senões e talvez.

6 comentários:

C. Marshall disse...

Pois é Bibi.. Tudo é muito simples na vida e a gente é que complica e depois fica tentando entender as besteiras que a gente faz...O pior é aquele povo que apanha e não aprende. Tenho pena dessa gente...

fer disse...

Bibi,

Já percebeu seu exato valor na vida dos seus amigos? Vc é tão essencial, tão amada !!!
São essas coisas que não tem preço .
beijo
fer

Bibi disse...

CM: Tem muita coisa que a gente custa para entender! Cada lição é individual para cada indivíduo.

Fer: Eu sei o exato valor que os meus amigos têm na minha vida! E agradeço sempre a Deus por eles :)

Marcos Satoru Kawanami disse...

POR TODA A VIDA

Quando eu era pequenino
a falar comigo mesmo,
a viver ao léu, a esmo
na sem-razão de menino:

Felicidade era a minha!,
andando de braço dado,
fingindo ser namorado
de minha irmã caçulinha...

E os adultos que passavam,
da tolice que julgavam,
zombavam muito de mim.

Não sabiam, por cegueira,
que iriam a vida inteira
procurar algo assim.

Marcos Satoru Kawanami


.

Ana Martins disse...

É... tem coisa que a gente custa mesmo a aprender.... mas é sempre bom ter um coração generoso e distraído... ;-)

Bibi disse...

owh Ana! Meu coração é tão bobinho :)